Miguel Vieira e David Catalán, marcaram presença na Milano Moda Uomo.

Os Designers Miguel Vieira e David Catalán, apresentaram hoje em MIlão, as suas coleções para a Primavera/Verão 2020 na Milano Moda Uono, sendo a primeira vez que designers portugueses fazem parte do calendário oficial do evento.
É o reconhecimento dado pela Camera Nazionale della Moda Italiana aos designers, e ao trabalho desenvolvido pelo Portugal Fashion, na promoção da moda nacional dentro e fora de Portugal.

Miguel Vieira mantém-se fiel aos cortes clássicos com um twist. “Quem disse que a alfaiataria tem de ser chata”, pergunta. “É intemporal, sim, mas pode ser moderna e divertida”, acrescenta. O clássico com um toque de modernidade é universal e sempre foi entendido por toda a gente. Foi com esse foco que Miguel Vieira preparou a sua mais recente coleção, dando um toque de cor aos coordenados, e garantindo que essa mesma cor é capaz de contar uma história, desafiando a mente e aquilo que se é capaz de sentir ao olhar, e ao vestir, uma peça sua.
O cenário idealizado por Miguel Vieira faz-nos regressar a Ludwig Mies van der Rohe, arquiteto alemão naturalizado americano, considerado um dos principais nomes da arquitectura do século XX. Com linhas simples, funcionais e detalhes trazidos por elementos contemporâneos, Miguel cria a simbiose perfeita entre matéria e natureza, evocando uma aura cinematográfica. A coleção primavera-verão de Miguel Vieira tem um estilo assertivo e um design elegante, inovador e ao mesmo tempo clean. Para um homem que não se contenta com o óbvio e procura o que é autêntico, respeitando sempre o binómio estilo-individualidade.

Selecionamos algumas imagens do Desfile do Miguel Vieira para Vocês.

 

DAVID CATALÁN À PROCURA DO (SEU) NIRVANA David Catalán recebeu uma oportunidade na fashion week italiana e apresenta a nova coleção numa slot dedicada a novos talentos, numa clara estratégia de promoção de novos nomes no circuito internacional da moda. Dos anos 90 surge a inspiração para NOT FINISHED, a coleção que apresenta em Milão no dia 17 de junho, às 16 horas locais. Kurt Cobain, vocalista da banda grunge de Seattle, Nirvana, surge como fonte não de inspiração, mas de pergunta. “Como teriam sido os anos 90 sem Kurt Cobain”, questiona Catalán. No rescaldo de uma crise petrolífera nos anos 80 e no início de uma nova década, com guerras a despontar em vários pontos do Globo, o músico americano foi uma das vozes mais fortes na difusão de mensagens de progresso e pacificação, valendo-lhe uma enorme legião de fãs. É a este movimento grunge, e à mensagem que sempre quis transmitir, que David Catalán foi idealizar o que viria a ser a sua nova coleção, mantendo a sua interpretação do menswear elaborado com um toque desportivo. Em tons de preto e branco, com laivos de azul, vermelho e verde. Também em NOT FINISHED, David tem referências à cultura motard, com o uso de denim, nos cortes da roupa e em apontamentos gráficos.

Selecionamos algumas imagens do Desfile do David Catalán para Vocês.

Fonte: Portugal Fashion / Fotos: Ugo Camera / Designer capa: Sérgio Pereira
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: